Simplicíssimo

Trialética

[1]
[2]

No princípio, antes mesmo daquela grande explosão e dos dinossauros, existiam três fundamentos fundamentais a saber:

1) Sempre existe um idiota [3];
2) Nunca dá tudo certo;
3) O cinismo resolve tudo [4].

Como esses fundamentos são, necessariamente, auto-geradores – moto-contínuo – eles se tornam as três dialéticas da humanidade.

DIALÉTICA [5]

Um conceito inteiramente certo, por ser impossível de ser provado inteiramente errado. Usa-se quando se quer parecer inteligente, ou seja, idiota, ou seja, nunca dá tudo certo, ou seja, cinismo sempre resolve, ou seja, infinitamente.Chegamos então a:

TRIALÉTICA

a. Supera a dialética por ser infinito.
b. Logo, Trialética é o todo.
c. A unidade é a Trialética.

NOTAS DE RODAPÉ:

[1] Se você não entender nada, sussa, dá tudo exatamente na mesma.
[2] Como foi formulada por bons historiadores, o texto da Trialética já se inicia com notas de rodapés.
[3] Se você não reconhece nenhum idiota, perigas de o idiota ser você. Mas não se preocupe, isso não exclui a possibilidade de infinitos idiotas.
[4] Se não der certo (afinal, nunca dá tudo certo) tente usar a verdade, apesar desse negócio de Verdade ser de um cinismo absoluto.
[5] Decidimos conceitualizar as idéias aqui utilizadas para que os filósofos não acusem injustamente os historiadores de não terem conceitos.

Roger Beier

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts