Simplicíssimo

As Aventuras do Homem Perfumado

Entrando no elevador… Espreita a vítima, se aproxima a ponto de quase tocá-la. É agora que o efeito fatal irá acontecer: o olfato alheio fará tudo por ele. De repente a feijoada do almoço se rebela, o odor (característico do evento) não acontece, mas o ruído é ensurdecedor. As faces se contorcem, evitando o riso, e o efeito olfativo passa desapercebido. Será este evento capaz de abalar a confiança em sua maior arma? É claro que não; afinal ele continuará acreditando em sua vitória, mesmo que lhe digam o contrário.

Aí está ele. O Homem Perfumado faz sua primeira aparição. Finalmente, ao que parece, será identificado. Ele tem alvos potenciais? Seus passos firmes, cabeça erguida e espírito aguerrido escondem, por baixo do bom cheiro ou carapaça, muitas dúvidas sobre os acontecimentos banais da vida, os eventos do cotidiano. Ao visualizar seus objetivos tem a certeza que, talvez, a dúvida seja a melhor escolha. Quem é o Homem Perfumado? Infelizmente, grande parte de nós.

A vida vai passando… Realizações? Quase nenhuma. Objetivos alcançados? Que objetivos? Quase nada!

Todos os grandes avanços da sociedade trouxeram, na verdade, formas mais rápidas e eficientes de distorcer fatos e contá-los da melhor maneira a manter o contexto atual.

O Homem Perfumado é uma entidade. Infiltrado no meio dos homens, que se consideram eternos caçadores e que, a partir de agora, se tornarão caça. As armas corretas para a guerra da civilização estão ao nosso alcance: solidariedade, atitude com respeito, carinho ao próximo. Estuprando esses conceitos vem o Homem Perfumado, para tornar qualquer pessoa refém, seja de um modismo ou de uma atitude.

Mas onde estão as aventuras? Que fim levou o super herói de plantão? Por onde andarão seus arquiinimigos? Difícil responder. Encontrar heróis nos dias de hoje é uma missão impossível. Por isso, é mais fácil acreditar naqueles que se autodenominam como tal e os meios de comunicação nos impõe. Apenas contar com a opinião do indivíduo ao mostrar os produtos não surte mais efeito. Tomar posições, a cada dia mais estranhas, é a onda do momento. Acreditam, alguns, tanto no que falam que suas roupas, cabelos e atitudes tem mais patrocinadores que macacão de piloto da Fórmula 1. Aí entra o Homem Perfumado. Olha, vê e acredita. Deixa-se envolver e vai para a guerra com a munição mais indicada, só que para a caça! É como se um leão cortasse as unhas para atacar uma zebra.

Mas não se desesperem, nos próximos episódios teremos mais aventuras do Homem Perfumado. Cheirando (ato olfativo de identificar odores) em elevadores, verificando sua axila e (aarrgghh!) comentando sobre aspectos técnicos de perfumes e sais aromáticos.

Mauro Rodrigues

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!