Simplicíssimo

O Alvo

Você já sentiu que é um alvo, em algum momento?

Eu acho que a paranóia dos dias modernos é gerada pela capacidade do ser humano em suportar a carga de ser alvo preferencial. Vejamos algumas situações exemplo.

Você resolve ir ao trabalho caminhando, fazendo um exercício matinal, economizando combustível do carro, melhorando a saúde. No entanto, na primeira esquina que vai cruzar põe o pé na faixa de segurança e o carro que vem no meio da quadra acelera veementemente buscando cruzar a sua frente. Saia da frente antes que você funcione, efetivamente, como alvo.

Continua sua caminhada e uma quadra antes do escritório tem uma construção que bloqueou a calçada com um tapume e não contente com isso colocou uma caçamba de coleta de entulhos que te forçam a caminhar no meio da rua, disputando espaço com outros pedestres, carros, bicicletas… Vai rápido antes que te acertem, alvo!

Você chega no trabalho e percebe que é dia 05. Tem de pagar o carnê do IPTU. Lá vai o alvo do imposto até o caixa eletrônico cedinho, tentando fugir da fila do meio-dia. Quando chega na esquina para atravessar a rua percebe uma enorme placa no outro cruzamento anunciando mais uma obra da prefeitura. O detalhe é que essa obra é aquela mencionada no parágrafo anterior.

Ou seja, você é, comprovadamente, o alvo! Chega ao extremo de pagar para te colocarem para fora da calçada.

Mauro Rodrigues

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!