Simplicíssimo

O Chumbão

– O Chumbão tava entrando e de repente deu um curto circuito na roleta da entrada e ele ficou preso na porta giratória do banco por umas duas horas… Ahahahahah!

– Tu tá brincando! Esse cara não existe.

– Então segura essa. Era final de ano, ele tinha comprado um carro seminovo há menos de um ano mas mandou revisá-lo numa revenda autorizada da marca antes de viajar, reservou casa na praia pro Ano Novo e partiu no início do feriadão. Uns 50 Km após a partida estourou a correia dentada do motor… Maior congestionamento na estrada e o pessoal sinalizando e empurrando o carro através das pistas até o acostamento.

– Ah, tu tá inventando.

– Vê mais essa, então. Uma professora adoeceu e ele não teve aula. Foi com uns colegas para um fliperama. Logo na segunda ficha caiu uma lâmpada fluorescente na cabeça dele. Todo mundo olhando, mas nada de sério teria ocorrido se o controle da máquina não tivesse emperrado com os cacos de vidro.

– Tá conta mais, que eu tô gostando. Vamos fazer uma HQ com esse tal de Chumbão…eheh

– Agora a matadora. Ele uma vez, logo depois que se formou ficou um ano economizando para comprar um computador. Daí juntou a grana e saiu de férias. Nas férias, encontrou um amigo que, sabendo que ele tinha grana, deu a sugestão para ele comprar um carrinho velho. Passaram a procurar algum carrinho que desse pro gasto. Tava difícil, mas em 30 dias tem muito tempo. Apareceram alguns bons carrinhos, e quase no fim das férias surgiu um super inteiro que cabia no bolso do Chumbão. Foi paixão à primeira vista. Efetuou o negócio, encheu o tanque e saiu para casa. O motor do carro tava batizado com Bardahl e não fumaciava, mas fundiu logo nos primeiros 500 Km. O velhinho que tinha vendido para ele sumiu, como que por encanto e se foi o carro e o computador porque teve de se endividar para pagar o conserto do motor….ahahahahahahhaha

– Ah!, isso não é azar. O cara tinha que se precaver desse tipo de coisa.

– Ah!, mas é por isso que ele só compra carro em revenda. Lembra do que contei antes sobre o carro revisado que estourou a correia?

– Sim, o que que tem?

– Pois é, vou contar como foi o primeiro dia do Chumbão com esse carro. Ele retirou o carrinho da revenda, cheirozinho e todo revisadinho. Levou direto para a garagem que ele tinha alugado perto da casa dele. Era no 11º andar de um estacionamento. Foi subindo em primeirinha, bem na manha. Deu uma paradinha pra entrar no pavimento e foi o suficiente para um manobrista, que vinha queimando pneu com um carro importado, bater na traseira dele e detonar o carrinho dele. Ainda bem que ele conseguiu desviar dos outros carros que estavam estacionados no andar.

– Não sei nem o que dizer…

– Bah, não diz nada que ele tá chegando. Vou te apresentar.

– Cadê ele? Tô até com medo de conhecer a figura.

– Tá ali, ó. Parou o carro ali no estacionamento da Churrascaria. Mas tá saindo uma turma de dentro do carro dele. Ué…

Horas depois…
– Pô, esse teu amigo é Chumbão mesmo, né?

– Agora tu acredita, né? Eu te disse.

– Quem ia imaginar que o cara vindo para almoçar sofreria um seqüestro relâmpago no semáforo. E como não tinha cartão de banco, comentou que saiu só para um churrasquinho com um amigo numa churrascaria. Os caras resolveram assaltar a churrascaria com o carro dele e com ele desmaiado e amarrado no porta-malas.

– Ainda bem que ele acordou e conseguiu empurrar o suporte das lâmpadas traseiras e sinalizar com a mão. Se não a gente ainda tava enfiado naquele banheirinho lá no fundo da Churrascaria.

TRimmm… Toca o celular.
– Bah, é o número da mulher do Chumbão. Deve ser ele, vou atender.

Blip… Som emitido pelo aparelho desligando-se.
– É, tomara que seja só a bateria que tenha acabado.

Mauro Rodrigues

Últimos posts

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed