Simplicíssimo

O Zé de cada um

     Lá vem o Zé… A esperança de sempre e a perspectiva de nunca.

    Será que ele fez planos para o novo ano? Criou metas e traçou objetivos de curto, médio e longo prazos?

    Será que ele sabe ao menos o que é isso tudo? E por que é importante fazê-lo?

    O Zé vive em cada um de nós, pelo menos um pouquinho… Dizem que de médico e de louco todo mundo tem um pouco. Eu acho que de Zé também. Se você for brasileiro, principalmente, e viver no país da esperança também será um esperançoso por natureza. No entanto, a esperança que nos vendem nesse país é aquela que lembra muito o verbo esperar. Assim, todos esperam que o governo realize algo, dê um auxílio, que o tempo irá curar as feridas, etc.

    Fazer planos para um novo ano significa registrar suas intenções, sejam elas boas ou más. Nem sempre uma boa idéia para uma pessoa será boa para a outra. Por exemplo, você pode construir um muro alto para se proteger, mas a sombra acabará matando a grama do vizinho…

    Traçar metas de curto prazo é simplesmente pensar: o que vou fazer hoje que me trará benefícios amanhã e com que consequências? Se todos tivéssemos uma possibilidade real de transformar o mundo o faríamos, mas para fazê-lo é preciso começar. A sugestão é iniciar por si. Melhorar um pouco sua casa, sua relação com a família e os vizinhos pode ir transformando sua vida e de todos que o cercam.

    Por fim, tomara que o Zé que vive em cada um de nós não contamine nossos filhos e netos. Que este país possa ter pessoas mais comprometidas e persistentes nas lutas pelo bem comum e pela dignidade coletiva. Afinal, a esperança deve ser encarada como a fé, onde não se tem certeza do que irá acontecer. Porém, acredita-se que ocorrerá da melhor forma.

Mauro Rodrigues

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts