Simplicíssimo

Beije minha aposta

Velho, obeso e cansado

uma dose de conhaque apodrecendo no balcão

um ventilador intermitente

luzes fracas, arredias

 

projetos fracassados que se acumularam

três dedos de poeira em cima da estante

dois filhos alcoólatras

a besta de si mesmo

 

o vazio preenchido com o nada

clichês espontaneamente calculados

mulheres que jamais amou

um sorriso beattyniano no rosto

 

 

Maurício Angelo

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!