Simplicíssimo

Breviário

 A vida é um trocadilho ruim ancorado num café vencido. É cerveja barata com pão embolorado. Um exame de colesterol. Saudosismo eterno, espera infinita, ansiedade atroz. Palavras calculadas na madrugada. Uma ligação indesejada. Falso querer. Gostar forçado. Saudade inexistente. Pornô vagabundo na TV. Canelas doloridas. Atualizações irrelevantes.

 

É perder quem se ama pelo cansaço, pelo desleixo. Não ver as sobrinhas crescendo. Saber do seu pai definhando, sua mãe com depressão. Não fazer nada. Um pigarro contínuo. Self-service lotado. Bolhas. Dengue. Acumular gordura. Gozar com raiva. É elencar banalidades cruéis. Se alimentar de pequenas conquistas.

 

É um constante fingir que nada disso tem importância. O sono interrompido. A boca seca. Dor permanente. Exercitar a indiferença. Chafurdar no clichê. Comida estragada na geladeira. Preguiça. É uma coroa de flores onde não deveria estar. Um clister. Uma letra amarga numa terça fria. É a culpa, o horror, o nada. Um passo em falso. O fim súbito.

 

Maurício Angelo

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!