Simplicíssimo

Passaporte, Please!

Good Morning, Sir! Passport, please…

– …

– Brazil?!… Could you wait a minute, Mr… da Silva? – e virando-se para o funcionário ao lado:

– Santiago, this is for you…

Vem o Santiago, que pergunta em um sotaque lusitano:

– Em que posso ajudá-lo, Senhor… da Silva?

– Ufa! Finalmente, alguém que fala Português…

O funcionáro não sorri e limita-se a perguntar novamente:

– Em que posso ajudá-lo, senhor?

Tento recompor-me:

– Para falar a verdade, não sei… O Mister ali pediu meu passaporte, leu meu nome e então lhe chamou… – e já um pouco temeroso – Algum problema?

– Não sei, senhor… Teria?

– Não que eu saiba…

Santiago, folheando o passaporte, continua:

– Está indo para onde, senhor?

– Japão.

– Japão? Fazer o quê no Japão, senhor?

– Eu moro no Japão.

– Mora no Japão? – e olhando-me no rosto: – O senhor trabalha no Japão?

– Sim, sou professor.

– E o que vem fazer nos Estados Unidos?

Neste momento, perdi a calma:

– Como assim? O avião faz escala e… Escuta: Qual o problema, finalmente?

O funcionário aproveita-se de meu estado emocional:

– Mantenha a calma, senhor, e limite-se a responder à pergunta.

Respiro fundo:

– O avião faz escala em Los Angeles…

Santiago, por sua vez, limita-se a dizer:

– Pode esperar um minuto, senhor?

E, levando meu passaporte, vai até ao fim do balcão para falar com o funcionário que primeiro me atendeu. Os dois começam a conversar, olhando ora para o passaporte, ora para o computador. Na fila, algumas pessoas reclamam da demora.

Até que Santiago retorna e, carimbando o passaporte, devolve-mo:

– Tenha uma boa viagem, Senhor Da Silva.

E foi isso. Peguei meu passaporte e tratei de ir para a sala de embarque o mais rápido possível.

Qual teria sido o problema? Sinto, leitor: tampouco saberia explicar. Coisas de aeroporto. Talvez…

Next.

Edweine Loureiro

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!