Simplicíssimo

Assim que puder

Quando puder quero sentir
E ao sentir quero gozar
Gozando bastante me cansar
Rir e rindo até doer a cara, a pança

Eu quero ainda uma intensa disciplina
Que me indique um caminho seguro
Seguro de que se chega
Mesmo que não seja seguro andar por ele

E quando lá chegar então perceber
Quero ver minhas escolhas descascadas
E sua polpa carnuda vou morder
Posso aí sentir um amargo, eu sei

Mesmo assim, quando puder quero sentir
 

Marcos Pedroso

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts