Simplicíssimo

Idiota, ser ou não ser? Eis a questão!

As pessoas estão se tornando cada vez mais sérias, estão perdendo a capacidade de brincar e de sorrir.
Trabalho, filho, escola, dinheiro… estresses, estresses, estresses…
Criamos rugas mais cedo do que deveríamos.
Observem:
Os idosos, muitas vezes, criticam os adultos pelas suas impulsividades, pelas loucuras e pelas decisões que tomam, e geralmente comentam: isso é só uma fase idiota, logo você se organiza!
Os adultos, quando olham para os adolescentes e ouvem risadas pitorescas, conversas tidas como “banais”, observam aqueles olhares zombeiros, criticam-nos: que idiotice!
Os adolescentes veem as crianças brincando e contando histórias fantasmagóricas ou de contos de fadas, e pensam: esses pivetes são idiotas, coisas de crianças!
Julgamos, sem perceber, que cada fase de nossa vida tem um certo tipo de “idiotice”, que sem esse toque de bobagem, brincadeiras, risadas sem nexos… vamos adquirindo mais rugas e perdendo a capacidade de ser um pouco mais feliz.
Então, seja um idiota, não um idiota completo, mas ao menos tente adoçar um pouco a sua vida.

Cibelly Correia

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts