Simplicíssimo

Spencer Johnson – Quem mexeu no meu queijo?

Spencer Johnson – Quem mexeu no meu queijo?

 Image

            Narra uma parábola em que 2 ratos e 2 homenzinhos encontram-se em um Labirinto cujo objetivo é saciar-se com Queijo. Um rato representa uma pessoa que facilmente percebe as mudanças, outro alguém que está sempre pronto a se mover e partir para a ação; um homenzinho é aquela pessoa que resiste fortemente à mudança, temendo que ela leve a algo pior e outro homenzinho é aquele que aprende a se adaptar a tempo, quando percebe que a mudança leva a algo melhor. O Labirinto representa o mundo em que se vive, o meio de trabalho, nossa casa, o ambiente à nossa volta. O Queijo representa nosso maior objetivo – felicidade, ou aquilo que para nós a representa: um relacionamento amoroso fantástico, sucesso no trabalho, paz de espírito…

            Em suma, a parábola ensina que devemos perceber quando as pequenas mudanças começam, para estarmos mais preparados para a grande mudança que pode ocorrer. Ensina que devemos simplificar a vida, ser flexível, no movermos rapidamente e não nos confundirmos com crenças assustadoras, que inibem nosso movimento. Algumas frases:

            “O caminho mais rápido para mudar é rir de sua própria insensatez – então você pode se libertar e seguir rapidamente em frente”.

            “O maior obstáculo à mudança está dentro de você mesmo, e nada melhora até você mudar”.

            “Sempre há um Novo Queijo em algum lugar, mesmo que você não saiba disso na ocasião. Esse Queijo é a recompensa quando se vence o medo e se passa a gostar da aventura”.

            É um livro que, em linguagem simples, incita a encarar a mudança como algo positivo e partir de imediato à luta quando algo ocorre de forma inesperada. Ensina também a ter um pouco de precaução, nos estimulando a perceber antes as pequenas mudanças que acontecem no nosso meio de trabalho, familiar ou amoroso, antes que uma “grande mudança” nos pegue de surpresa. Leitura leve e agradável, toma cerca de 1 a 2 horas.

 

Editora Record – 49ª edição – 2005 – Tradução de Maria Clara de Biase

Rafael Reinehr

Últimos posts

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed