Simplicíssimo

Uma noite Inesquecível

Acordou nua no meio da tarde com o sol em seu rosto e vento.

Dor de cabeça, boca seca, vela no seio e tropeçou nas roupas.

Abriu a bolsa, mas não encontrou cigarro, abriu a geladeira, mas não tinha o que beber e estava só.

“lazarento…”, pensou, quem quer que fosse o cidadão.

Não sabia o que havia acontecido, embora parecesse óbvio e seus pulsos roxos.

Desejou ter bebido menos para ter aproveitado mais e dois incensos queimados.

Achou cinqüentinha na mesa, não soube ao certo o que pensar e agora vestida.

Camisinha usada, web-cam ligada e ela nem ao menos sabia se havia sido bom.

Rodrigo D.

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!