Simplicíssimo

Janeiro de 2002

O sol queima,a terra está parada
O som do catavento é que persiste
Eu,na varanda a descansar
E um desejo crescente de amar.

Amor de veraneio,que vantagem?
Se começa com dia pra terminar
Esse sol,essa areia e esse mar
Meu coração,vou te resguardar.

Esse céu cobre de dúvidas minh’alma
E se eu te expusesse na areia?
O mar te cobriria,e a cor púrpura
Dominaria esse oceano que questiona.

Será que apenas eu vivo pensando
Perseguindo respostas sem ter fim
Uma só certeza vaga pulsa em mim
Estou a viajar neste planeta.

Acho que vou montar qualquer cometa
E,como louca,voar pelo universo
Até encontrar meu lar, minh’alma gêmea
Sossegar meu coração sem mais perguntas.

Aline Oliveira

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!