” … e bush bombardeou os céus, pois Deus abrigou os terroristas … “

E de repente veio a guerra e com ela os corpos.
Muitas batalhas, infinitos mortos.
Deus, de braços abertos, perdoou todos os seus.
Mesmo terrorristas, crentes e ateus.

A notícia se espalhou, como voa um boato.
Muitos questionaram, a verdade do fato.
Bush não pensou 2x, nunca fez diferente
(nem com suas fezes, havendo ou não patente).

Abriu logo fogo aos céus, usou tecnologia.
E sua falta de tutano, custou-lhe a porcaria.
Em sua última tolice, esqueceu da natureza.
Tudo que vem tem volta, já dizia a certeza.

Ou o que sobe, desce. Simples profecia.
Cada bomba no céu sumida, do céu reaparecia.
E não sobrou ninguém, tampouco a superfície.
Nem esse pequeno poema, grande idiotice!