Simplicíssimo

Cupins de gravata

É com grande pesar que informo a morte de mais uma nascente d águas potavel, a cada dia deparamo-nos com cenas cada vez mais comum como esta, a agressão ao Meio Ambiente, estamos enfrentando um caos ambiental generalizado. De um lado, a caminho do colapso dos recursos naturais, o desenvolvimento sustentavel, onde coloco os poluidores e os facilitadores, geralmente ardilosos aproveitam dos desavisados, utilizam o convincente discurso apoiados em substanciais recursos economicos e em propagandas enganosas "bem elaboradas" e de carater subliminares,  visando apenas os interesses pessoais e com a permissão de destruir na legalidade da lei, devidamente "certificados", estes, fornecido por organismos nacionais e internaionais criados justamente para defender e ou fiscalizar o Meio Ambiente, entre eles estão as industrias privadas e estatais, especialmente as extrativas, quimicas, exportação, construção e milhares de outras que operam na clandestinidade.  Outro exemplo recente de agressão ambiental podemos encontrar na reportagem denunciado pela revista Veja, na edição n. 1945 de 01/3/06, sobre o escandalo ambiental denominado pela Policia Federal como a "Máfia dos cupins", descoberto o esquema da extração ilegal de 2 milhões de metros cubicos de madeira no Pará, madeira que poderia cobrir uma distancia entre Rio de Janeiro e Natal ou seja, 2.640 quilometros de extensão, onde estão presos executivo do IBAMA e membros de partido politico.  
E do outro lado, visando estabelecer uma qualidade de vida igual ou melhor no fututo, a preservação ambiental, busca recuperar os recursos naturais degradados pela ação do homem, manter permanentemente aqueles intocados e garantir a vida futura a toda biodiversidade do planeta, com água potavel brotando das nascentes, córregos, lagoas, rios e torneiras, alimentos sadios retirados do solo fertil, brisa fresca vinda dos bosque e florestas.
Entendemos não ser muito dificil escolher o que desejamos para nosso futuro e de proximas gerações, porém este compromisso nem sempre é prioritário, diante destes fatos, deixo uma pergunta para reflexão, que certamente será formulada por nossos netos e bisnetos:  "O que é um Cupim de Gravata? É verdade que naquela época podiamos beber agua potavel em abundancia, até andar na chuva e tomar muitos banhos??? Voce só pode estar de brincadeira… né Vô." 

Julio alves

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!