Simplicíssimo

Fala “Vivente”!

Do meu querer

Quero que me queira da mesma maneira que eu te quero.

Quero não te querer tanto assim!

Fala “Vivente”!

Vive como delinqüente preso com corrente.

Em meio a tantos desbaratos que assolam a humanidade, eis a pergunta que não quer cessar:

– Porque te cala, se te convém falar? Qual o motivo do teu silêncio vivente?

Passa a vida se queixando e quando chega a hora “te faz de louco”! Qual o teu problema? Fecha os olhos e corre para o abraço!

“O que os olhos não vêem o coração não sente”.

Vivemos em retrocesso, mesmo com a faca e o queijo na mão.

Não quero encher sua cabeça com tanta indignação e vou parar por aqui, mas é que as vezes explode! Por enquanto fico aqui, “urubuservando” o ocorrido.

Léa Sperb

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!