Simplicíssimo

Nem tudo é o que parece

Era uma hora da manhã, noite fria de uma sexta-feira, eu estava lá, em minha cama, sozinha, dormindo, quando sinto algo subindo em meu corpo, levanto-me assustada, o que poderia ser meu Deus?
Ah, era você! Como conseguiu entrar aqui? E ainda fica me olhando com essa cara de quem não fez nada. Saia daqui! Saia daqui!

Então grito e parto para cima, quando todos entram em meu quarto, e, assustados, perguntam?

O que foi que houve? Que gritaria é essa?

Eu, desesperadamente, grito:

“POR FAVOR, TIREM ESSA RÃ DO MEU QUARTO!”

Cibelly Correia

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!