Simplicíssimo

Alguma coisa errada não está certa.

Quando sabemos os atalhos de uma área, tudo fica diferente., Percebemos que muita coisa não é exatamente como pensávamos.
Começo com um exemplo para chegar em um item que considero essencial. Qualquer coisa, me chama!!!

Pseudomístico – a ciência do cotidiano 15/x

O satélite natural da Terra, conforme visto de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul está na constelação de escorpião e neste dia as 8h 14min, teremos um eclipse total do satélite. Por isto, segundo a astrologia, temos que nos blindar de energias densas devido a um eclipse lunar com a lua em sagitário conforme:

https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2021/05/25/amanha-tem-eclipse-lunar-faca-ritual-para-blindar-contra-energia-densa.htm

Foto do céu com a constelação obtida de 26/05/21, pelo software:
https://stellarium-web.org/

A astrologia é um espelho do que a gente vê da Terra com o tamanho errado das constelações.

Violentos Haikais – série II / 15x

Tempo espetacular
onde não se pode circular
que bom seria às ruas sair para o Presidente cair

Alguma coisa errada não está certa.

Por gostar de escrever me impus uma data, um horário: semanalmente um ou dois textos (ainda não saíram dois de uma vez), um mais sério falando do cotidiano, outro engraçado, para puro deleite dos possíveis leitores.

Como tudo que a gente faz, não é tarefa simples, não é só “escrever por escrever”, exige conhecimento, estudo, conhecer teorias sobre escrita, do meio em que se vai publicar o texto e sobre o assunto em questão.

Pois é, como se diz, o gramado do vizinho é sempre mais verde.

Como tudo, a gente tem que estudar e trabalhar muito para conseguir resultados, a não ser que você contrate gente para trabalhar para você. Ainda assim é necessário entender o que está acontecendo, saber administrar, organizar. Não é uma tarefa fácil: em outras palavras: o mundo não é fácil.

Eis que surge um vídeo no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=3Eik-3rbyDE – “Convidada deixa Monark sem palavras” – nome da convidada: Gabriela Prioli.

O que aconteceu: quando o Monark fala que a “educação no Brasil é uma merda” e diz que foi ruim no governo anterior e no atual, ela questiona sobre quais dados ele está se baseando.

Eu acho que ela foi suave, leve. Não era o momento talvez, mas este entendimento é básico: assim como temos que estudar os assuntos com os quais lidamos, temos que entender um pouco de como funciona a política e o nosso País, para saber os porquês dos discursos de qualquer político em uma eleição quando fala de educação, saúde e segurança são vazios.

Estes discursos pois não tratam de dados, muito menos de possibilidades reais: o orçamento brasileiro não tem espaço para estas necessidades do povo brasileiro.

Quanto mais burro, mais doente e mais insegurança melhor. Até um dia que não sobre para ninguém.

Educação política, item que recomendo para todos e fico a disposição para esclarecimentos.

Pedro Armando Furtado Volkmann

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!