Simplicíssimo

Categoria - Poesia a Toda Prosa

Espaço preenchido com textos que carregam pelo menos um pouco de poesia. Como o próprio autor diz, "caso não sejam muito poéticos, que pelo menos passem alguma mensagem". A coluna também pode por vezes fugir um pouco do proposto e se transformar temporariamente em uma série de contos.  (imagem da coluna retirada do blog O Urso Polar)

O Rumo

Fui andar, caminhei sem rumo até me deparar com o mar que de sua mais distante beleza me disse: Tem paciência moço, não vê como eu fico aqui jogando minhas ondas indefinidamente? Até que de repente me deparo com alguém...

O Abraço

Na areia da praia a caminhar, pareço sozinho? Não estou, carrego ela em meu coração. E de repente começo a correr, não tão veloz, mas de uma maneira de quem quer chegar um pouco mais rápido, como uma criança que enxerga...

O Bom de Amar

  Como uma pluma ou pétala de rosa que se esvai, uma espécie de bruma chega aos sentidos, aos sentidos de quem anda devagar sem muito se apressar, aproveitando cada momento de modo calmo e intenso. E nesse momento...

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!