Simplicíssimo

Infinitude

A primeira vez que me deste teu sorriso
houve uma enorme lua em quarto-crescente
iluminando a sombra da minha existência
sob o jardim de meus olhos já cansados
e deles marejaram correntes de água tão
doce que viraram açudes cristalinos a
refletir constelações de sóis migrantes
[ah, as nossas loucas e cadentes luzes!] do infinito meu para o céu da tua boca!

Lilly Falcão

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!