Simplicíssimo

O INIMIGO DE DENTRO

Aparentemente, a grande dificuldade, o maior problema é ter de tratar consigo mesmo todos os dias, o dia todo.

Alcóolatras e viciados em drogas sabem de como isso é difícil, apesar de eu acreditar honestamente que a maioria das pessoas enfrenta o mesmo problema cotidianamente. 

Por isso, inventamos tantas distrações, tantos afazeres e tantos compromissos.

Contas a pagar, filmes e peças a assistir, livros e revistas a ler, festas, churrascos e "baladas" aos quais temos de comparecer. Viagens que temos de fazer…

Passamos horas todos os dias de frente ao computador – como o que estou fazendo agora – seja lendo, escrevendo ou conversando no MSN, Facebook ou Orkut, porque a perspectiva de ficarmos a sós com nós mesmos nos parece aterradora demais.

Terrível demais. 

A solidão não é o mal do século. O ter de conviver comigo mesmo, esse sim, é meu mais mortal inimigo.

Nessas horas, a Bíblia e muito da tradição monástica – cristã, entre outras – recomenda o recolhimento e o silêncio, ou seja, o exercício de abraçar a nossa própria solidão e enfrentá-la.

Infelizmente, nem sempre funciona!

Thiago Fuschini

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!