Simplicíssimo

Boeing, Bóing

Queria hoje declarar que foi estupenda a vitória do Massa, embora no dia seguinte eu tenha visto alguns motoristas quase virando massa de modelar. Há ultrapassagens que simplesmente não se faz. Um dia desses ainda vou acabar testemunhando uma tragédia. Descobri porque continua sendo muito mais seguro voar de avião que andar de carro. Não que o avião em si seja seguro, pelo contrário, se der problema estamos todos fritos. Não dá pra botar o avião no acostamento caso o motor morra. Mas atentem para o fato de que, mesmo com todo o estresse, a preparação de um piloto e de um controlador de vôo ainda é muito mais longa e exigente que a de um motorista. Os controladores estão sobrecarregados e com sua desatenção ameaçam vidas? Experimentem conversar com um caminhoneiro que já está dirigindo sem parar há 36 horas, o sangue tomado de rebites (e uma caninha de vez em quando pra aliviar a ansiedade induzida pelas anfetaminas). Uma Scania mal "pilotada" pode ameaçar muitas vidas. E nós temos frotas inteiras de Scanias governadas por fantoches dopados e sem nenhum senso de realidade, atravessando o país de alto a baixo. E todos os dias morre gente nas estradas suficiente para lotar um Boeing. Além de mal preparados, os "pilotos" de veículos terrestres são em muito maior número e tem uma formação muito mais heterogênea, além de uma tendência estúpida de seguir o próprio instinto, mesmo que isto implique em contrariar as mais elementatres leis de tráfego. Esta me parece ser a principal razão pela qual é muito mais seguro viajar de avião.

Luiz Eduardo Ulrich

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!