Simplicíssimo

O que chamam de amor

Uma regra me diz

Que não existe regra

Mas que tudo é regido

Pelo natural da emoção

Na beleza da descoberta

Na razão de uma sensação

De longevidade incerta

Inabalável e incólume

Indissociável e nobre

Que produz encantos

De uma forma indolor

Ou com pitadas de dor

O que chamam de amor

Frank Santos

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!