Simplicíssimo

Cada um com seu cada um…

          Em nome da liberdade e direitos humanos ninguém faz efetivamente nada. Falo apenas dos donos do mundo, aqueles que detém o poder sobre a vida e a morte deste ou daquele ao bel prazer do interesse mundial (leia-se interesse financeiro mundial).

         Quem manda vocês não terem tanto petróleo? Quem manda vocês não gerarem interesse de grandes empresas construtoras? Danem-se, o fato é que, fora declarações vazias de secretários (as) de segurança, condenando a violência do governo contra a população que exige seus direitos fundamentais, aqueles declarados pelas Nações Unidas, nada pode efetivamente ser feito.
         É fácil comparar a situação de agora com aquela comandada pelo casal Bush-Blair nos injustiçados arredores de Bagdá. Uma pena…
         Fica complicado, sabe como é… Aqueles ditadores que há mais de quarenta anos comandam com mão de ferro suas virtuosas nações nunca realmente incomodaram. Ninguém contava com a onda de exigência de democracia da população…
         No máximo, quando cada um cuidar do seu problema, mandaremos donativos, o U-2 convidará amigos para promoverem mega-shows e enviar donativos…
         Mas não venham com essa de pedir apoio militar, interferência da Onu ou G-8, aí já é demais Rabib…
         Mas não se preocupem, do mundo inteiro chegarão declarações e congratulações sobre a aposentadoria de Ronaldo, o homem, o exemplo, a força, a lição. O que valeria mais do que um close no rosto, pegando a lágrima do lendário jogador, ao falar da fome no Haiti? Fome que ele, com certeza, jamais sentiu…
         Marcos Claudino, 41 anos, profissional de Recursos Humanos, gordinho também, mas ao menos tentando não ser hipócrita…

Marcos Claudino

Últimos posts

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed