Simplicíssimo

Contrastes

Segurem as pirâmides e as esfinges, nem elas agüentam mais um presidente há 30 anos no poder em seu país. E a coisa está feia. A praça mais importante e bonita do país aparenta anos de guerras e saques. A população está convicta do que quer, ou melhor, do que não quer, de jeito nenhum. Mas largar a mamata assim, de um dia pro outro, parece complicado. Ainda mais com os Estados Unidos com o rabo tão preso ao atual presidente, que não pode se dar ao luxo de soltar umas bombas “amigas” e acabar com a palhaçada de uma vez por todas… Chamem Moisés, que ele abra o Mar Vermelho e faça passar a comissão presidencial com destino à terra prometida…
         E começou o ano político brasileiro. Todos devidamente diplomados e assentados em seus gabinetes, com um salário 61% maior que no último mandato, basta trabalhar, certo? Pergunte a Romário, no dia seguinte de volta ao Rio, jogando seu fut-voley tranqüilamente com os amigos. Mas ainda acho que é pouco. O aumento foi pequeno, o abuso é sempre pequeno, insuficiente para fazer a população tomar uma atitude. Não precisa violência, apenas consciência, o que parece bem difícil, perante tanto futebol, novela e BBB.
         Tudo calmo pelas terras brasilis, sempre, apesar de tudo, sempre… As chuvas amainaram um pouco, já não caem morros sobre casas, até o próximo verão. Mas, tudo bem, mandaremos donativos, faremos doações de um quilo de feijão e nos sentiremos bem.
         Outro verão, e outra epidemia de dengue. Nas mesmas regiões, praticamente nos mesmos lares. A culpa é do pernilongo, que não se toca que não é convidado. Lixo foi feito pra ser jogado nos córregos. Esgoto foi feito pra ficar a céu aberto. Criança foi feita pra brincar descalça, educação foi feita para outros países, muito distantes.
         Tudo certo, fechando o verão teremos o carnaval, desde hoje um pouco mais triste pelo incêndio nos barracões cariocas. Estranho, mas possível. Mas a festa acontecerá, sem dúvidas, ou a Globo e os bicheiros perderão dinheiro?
         Sigamos, amigos, com fé, bom humor e disposição, que parece ser o único remédio que nos resta. Abre outra gelada aí, pode até ser Kaiser…

Marcos Claudino

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!