1 ano de nós 2

O texto dessa semana não é uma crônica, ou um conto. Muito menos um poema. São palavras reunidas com um objetivo, talvez dois. Um deles é o seguinte: dividir com vocês um pouco de minha alegria, já que esta semana minha namorada e eu comemoramos 1 ano de nós 2. O outro eu não sei.

O texto dessa semana não é uma crônica, ou um conto. Muito menos um poema. São palavras reunidas com um objetivo, talvez dois. Um deles é o seguinte: dividir com vocês um pouco de minha alegria, já que esta semana minha namorada e eu comemoramos 1 ano de nós 2. O outro eu não sei.

Se eu contar pra vocês que nesses 12 meses nós não tivemos uma briga sequer, vocês acreditam? Pois acreditem.
Mas isso, vocês me diriam, não tem nada de mais. Afinal, casais não devem mesmo brigar, discutir. Devem é se amar, respeitar e sim, beijar. Beijar muito.
Isso a gente fez.
E partilhar de momentos bons e ruins.
E falar besteiras juntos.
E um ajudar o outro nas atividades da universidade.
E deixar um repousar sobre o ombro do outro, sem dizer palavra, pois o cansaço de uma semana corrida vencera um dos dois. Ou ambos.
E fazer o possível para incentivar o outro, mesmo quando as dificuldades são bem maiores do que parecem ser.
E enxugar as lágrimas que ora derramam dos olhos de um, ora derramam dos olhos do outro.
E agüentar os pormenores de cada um, pois ninguém é perfeito. Muito menos eu.
E muitas coisas mais, que todos os casais devem fazer.
Além de comemorar sempre os aniversários de namoro. Não precisa jantar à luz de velas, não precisa ir a alguma festa, ou ir ao cinema. Pode-se fazer tudo isso, mas apenas o fato de estarem juntos, ou no sofá assistindo a um dvd, ou na rede olhando para o céu de algumas estrelas, já basta. O importante é estarem juntos. Não importa onde, não importa como.
E eu fico por aqui. Parabéns para nós!
(Com a licença do egoísmo.)