Simplicíssimo

Edição 267 (27/02/08)

Começo este editorial dando as boas vindas aos novos Simplicolaboradores, Alan Diêgo W.A. de Carvalho e Cibelly Correia, além da mais nova Simplicolunista, Lilly Falcão, que a partir de hoje capitaneia a coluna "À Palo Seco". Os últimos meses têm trazido ótimos escritores ao Simplicíssimo, o que tem aumentado em muito a integração entre escritores e leitores, comportamento este que só temos a festejar. Para facilitar o escritor, criamos uma seção de orientações ao simpliautor, com dicas para escrever um texto no Simplicíssimo. Recomendamos que todos dêem uma lida, mesmo quem já está conosco há mais tempo.

Na semana que passou, encerraram-se as inscrições para o I Concurso Simplicíssimo/O Pensador Selvagem de Minicontos. Foram ao todo 108 inscritos neste primeiro concurso e, neste momento, os jurados estão passando pela árdua tarefa de selecionar três, e somente três minicontos.

Enquanto se produz arte aqui e em vários cantos, em outros campos menos verdes e mais explosivos, ouve-se a notícia de um senhor sexagenário, torcedor fiel do Criciúma Futebol Clube desde a infância, assíduo freqüentador do estádio do Tigre que, atingido por uma bomba caseira atirada por um torcedor avaiano acabou tendo sua mão amputada pela força da explosão.

São momentos como esse, parece que tirados das histórias de horror que nos deixam confusos quanto à animalidade que resiste em nós e sobre quais formas desenvolvemos para controlar estes impulsos violentos e como seria a maneira correta de evitar que inocentes sejam afetados pelos acessos descontrolados de alguns ditos humanos.

Em horas como essa, tenho vontade de parar de ler literatura, de escrever inclusive e passar a me dedicar exclusivamente a formas de tornar nossa vida mais equilibrada, harmoniosa e sustentável neste planeta. Há como dividir nosso tempo entre o prazer e o dever que clama nos ouvidos dos espíritos sensíveis?

 

fora do tópico: peço licença a este espaço para divulgar a Campanha Nacional de Esclarecimento Sobre Acromegalia. A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia pediu aos médicos especialistas que ajudassem a divulgar esta enfermidade tão pouco conhecida entre a população geral e, portanto, de difícil diagnóstico precoce. Para saber mais, leia o texto sobre a Campanha de Esclarecimento Sobre Acromegalia.

Rafael Reinehr

Últimos posts

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed