Simplicíssimo

Desejada Volta

Queria tanto poder novamente
afugentar-me em seus braços
Sentir o calor ardente dos seus beijos…
E o suave aroma da sua pele.
Ouvir aquelas palavras de amor,
ditas no momento de angústia.
Poder tocar a mão amiga que me levantou,
nos momentos de fragilidade.
Queria olhar seus olhos,
pedir-lhe perdão
e perguntar se realmente o erro foi meu.
Suplicar-lhe somente uma coisa:
“Volte!”
Sinto saudades de quando olhávamos as estrelas.
Nosso amor refletido em cada uma delas…
Prometo fazer tudo diferente.
Não quero ser aquele débil
que a fez esperar por mim horas e horas na gélida madrugada.
Prometo valoriza – lá.
Aceitar seus conselhos.
Ama – lá desesperadamente nas ínfimas coisas… Nos pequenos gestos
Que estas juras não sejam em vão.
As estrelas já não refletem o nosso amor.
Estou só.
Ainda consigo ver ser semblante nelas,
mas se desvanecem uma a uma…
Não quero ver escorrer nenhuma lágrima dos seus olhos…
Meigos olhos.
A não ser que seja derramada por amor,
realmente por amor!
Prometo fazer tudo valer a pena!
Ainda amo…
Desse amor me alimento.
Contemplo a magnitude das estrelas
Não quero perde – lá!
Não vá embora!
Volte
Volte comigo!

Bruno Freitas

Últimos posts

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed