Simplicíssimo

Mulher

Mulher
A janela da vida
Que dá a luz aos nossos olhos
Que dá ao mundo uma criança

Mulher,
Tu que és formosa
Rica por natureza
Fonte desde a primavera
Corajosa e frágil no seu ser

Em dias de adversidades
Encontras forças para suportar
Tu que és tão única
Sempre serás guerreira e valorosa

Mulher,
Tu que és origem de vida
Não terás um dia para ti
Porque todos os dias são teus

Teus olhos vivos como fonte
Gotas de orvalho na noite fria
Palavras sábias saem de tua boca
Ignorantes são os que não te querem
E todos os homens, não são homens sem ti!

Luciano Deschamps

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!