Simplicíssimo

Nada

Nada…


Não se move…

Não abre,

Nem fecha.


Não torna breve o fim,

Não facilita o inicio.

Não está feliz,

Contudo não há tristeza.


Não há controvérsia,

Nem idéia,

Nem razão,

Nem porquê,

Nem motivo,

Nem face, nem olhar.


Não tem vida,

Não morre nunca,

Não mata,

Não traz de volta,

Não leva,

Não tem lugar nem espera,

Não.


Não pensa,

Não tem nada,

Tem sim…

Nada.


Mas não nada,

Nem tudo por nada,

Não tem tudo,

Não tem nada,

Tem sim…

Tem nada.


Não por amor,

Não por querer,

Não por,

Nem apropriar.


Não julgar,

Não apontar,

Não buscar,

Buscar sim…

Nada.


O que é que tem…

Não tem,

Não pode,não deve,mas tem sim…

Nada.


Entre caixas

E quartos escuros,

Entre vilarejos e oásis,

Entre eu e você…

Nada sempre.


Nada o tempo todo,

Nada pra cima,

Nada pra baixo,

Nada de quatro,

Nada com,

Nada sem.


Nada enche,

Nada vazio,

Nada continua

Assim,

Com nada…

Será sem?

Sem não…

Sempre com nada.


Não há paredes,

Nem buracos,

Nem arbustos gentis,

Nem rosas cativantes,

Nem muralhas,

Nem espinhos,

Nem ferrolhos ,

Nem ferros enferrujados.


Sequer existe sangue,

Nada.

Sólido é branco,

Escuro vazio e…

Nada!


Não há ranger de dentes,

Nem estremecer de língua,

Nem vapor entorpecente

Não há…

Há sim…

Há sempre nada!


Mas não sempre,

Não nunca,

Nem agora,

Nem depois,

Sem tique taque,

Sem noc – noc,

Sem ola,

Até logo…

Sem não…

Com nada…


Respirar sim,

Bate coração,

E continua,

Continua,

Nada,

Nada,

Nada…


Tum-tum…

Não é nada,

É coração,

Não é nada.


Que é???

Tudo???

Não…

Não é nada…

Mas como???


É sim,

É certeza de simples

Nada!


Não há mais nada,

Há sim,

Há mais,

Há mais nada.


Mas não mais engana,

Nem confia,

Nem veste.


Não tem manto,

Nem cortina,

Mascara,

Cara,

Espírito,

Corpo,

Bicho,

Grilo,

Canapé,

Família,

Escola,

Criança,

Boneco,

Ar puro.


Não tem nada,

A não ser…

Nada!!!


Nada mais,

Nada menos,

Não come nada,

Mas come algo sempre…

Nada..


Mata-se de beber…

De nada…


Nada vicia,

Nada intoxica,

Nada deixa a desejar,

Nada é perigoso,

Exceto…

Nada outra vez!


Nada é feliz,

Nada suga,

Mas nada nunca foi nada…


Não foi nada,

Finge que não,

Mas foi nada sim!

No trono sempre,

Deu em nada!


No poder sempre,

Deu em nada!

Mas continua não sendo!


Mas é…

Nem foi,

Nem não era,

Nem isso,

Nem o cara,

Nem a mascara,

Nem eu ,

Nem você,

A realidade é de tudo…

Um nada passado sem

Repetir…

Nada serve,

Nada observa,

Nada zomba

De você…

Nada é paranóia,

Nada acaba…

Nada é tudo!


Nem tudo é nada,

Nem tudo é perdição,

Porque tudo

Não passa de nada!!!


Passa sim.

Passa o tempo todo

Não termina,

Sucede-se…

Enfim…

Sem descrer,

Sem cheirar,

Sem abraçar,

Sem chorar,

Sorrir,

Fazer careta,

Brincar,

Lamentar-se…

Nada!!!


Mas de nada sempre adianta…

De nada é bossa nova,

Jovem,velha guarda!



Tudo é nada…

Nada faz sentido…

Tudo de nada faz sentido…

Mas só o de nada!


Porque,

Sem razão,

Sempre acaba,

Por nada…

Sem nada…


Nada é bom,

Constante de nada.


Nada bate,

Nada esperneia,

E mais que você,

Mais que nada,

Só mesmo nada!


Sem precisar,

Mas bate sim…

Coração,

Nada,

Nada,

Nada,

Tum-tum…

E nada!


A tudo não nos cabe,

Não me cabe,

Mas não me pergunte o que cabe

A mim,

O que

me cabe.


Eu coube em nada,

A mim de nada sempre

Caberá!


Amo nada!

Você???

Só agora me pus a respirar…

Ar feito de nada!!!

Você???

Que eu amo???

Há sim…

Nada…

És feito de que???

Nada!!!


Amor existe mesmo que feito,

De…

Nada…

Maria Ana Maioli

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!