Simplicíssimo

Dinheiro X 4 cantos de outro mundo

Raios! Hoje em dia acordo tão sem estar acordada que as vezes desperto pras coisas que preciso.
Não sinto que, e os dois pontos, com itens, um abaixo do outro. Eita! O que faz a diferença mesmo e de verdade? Quem? Quem ou o que?
Sabe o que mais? Dinheiro substitiuiu quem ou que.
Simples, rápido e fácil, e é tipo nissin lamen. Dinheiro pra isso, dinheiro pra aquilo.
Eu preciso de dinheiro, eu não vivo sem dinheiro.
Quem não ouve isso pelo uma vez ao dia não pertence a este mundo.
Quem não acordou a tempo e se preparou pra esta zona tb.
A roda gigante continua a girar e a parar pra QUE as outras pessoas tenham uma ou duas oportunidades de experimentar desta maçã que nunca vai perder a fama.
Sim! Abram suas portas e janelas, pois o dinheiro vai entrar…entra e sai na mesma sincronia.
Que lixo. Que lixo?! Cara! não diz isso, tu tb gosta.
Não vem dizer que não é bom. Poder pagar, querer pagar, estar apto a tirar do bolso e sentir que ainda sobraram duas ou três notas cifradas, verdinhas e bla bla bla.
Bla bla bla todo dia, todo dia aflito e todo dia esperando qu alguém bata á sua porta com um monte de moedas dentro de uma arca.
Um tesouro. Um ácido lisérgico disfarçado no papel. Te faz dançar de olhos fechados, te faz ficar triste.
Quer entender seu dinheiro? Não deixe de conversar com ele, leve-o a um psicólogo, entenda a fase, entenda os novos tempos e como as coisas mudam de uma hora pra outra.
Não. Não se esqueça de ser inatingível. Sempre forte e valente. Sempre á procura de dinheiro.
Sempre á procura desta satisfação instantânea.
A vida inteira vai ser assim, como é. Dinheiro aqui, lá e acolá. A situação não anda fácil. As pessoas não andam fáceis, e a desculpa é sempre a mesma. A grana. A ciranda da grana.
A Importância obcessiva que damos ao dinheiro , algo que não vai e nem pode ser impedido, infelizmente.
A menos que este mundo resolva não mais ser este mundo.
A menos que as pessoas mudem de lugar, pra sempre.
A menos que nos adaptemos á um outro mundo.
Aos quatro cantos deste outro mundo.
Mas quem me garante? Quem iremos desafiar sem que haja dinheiro, sem que hajam preços a serem pagos, sem que hajam necessidades constantes e precisas de dinheiro.
Ninguém nunca vai nos pedir pra parar ou vai parar com isso tudo.
Somos fruto desta árvore que há tempo dá mais e mais oportunidades ao dinheiro, ás pessoas portadoras de dinheiro, ás pessoas que precisam de dinheiro.
É a máquina. A roda gigante.
Uma etapa.
Mais algum muro pra pular antes que os cães acordem e os vizinhos disparem as espingardas.
Vai entender.
Estas coisas se desenrolam em algum outro lugar.
Isso é algo que eu não posso contrariar meu filho.
Nem eu, josé, maria e jesus.
As coisas são desta forma.
É correr antes que tropece numa pedra e quebre os dentes da frente.
É acreditar no casaco antes de sair no sereno.
É ter uma grana no bolso senão já eras.
Este é o mundo e sua problemática.
Nosso obstáculo, que dura praticamente uma vida.
Dinheiro sim, vale mais que ele mesmo.
E agente, vale o que?
Ficamos devendo pra quem a intenção de abandonarmos os mitos e irmos embora?
Vamos comprar proezas e bons momentos de quem?
Quanto vale tua mente?
Quanto eles querem do teu coração?
Quanto tá aquela liquidação de pensamento mesmo?
A quanto eles vão comprar tuas idéias?
Cuidado, pra não ficar no preju.
E vê se investe no merchand. É tudo hoje em dia.
Compra esteróide pra cavalo, pra ver se nãO cansa de todo este rodo cotidiano e da roda gigante que gira e por incrivel que pareça não te deixa voltar pro chão.

Temos ainda escolha?
Eu ando sem muitas.
Só tenho escolhas a fazer no dia do pagamento.
Só tenho idéias a vender do dia 5 em diante.

E ai, vai pagar quanto?

Maria Ana Maioli

Comente!

Deixe uma resposta

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!

Últimos Posts