O Estudo da Música com o Metrônomo

O uso do metrônomo é importante para aqueles que desejam obter um estudo que confira qualidade à sua música. Certamente, com esse uso, é preciso muita disciplina, pois é difícil ter paciência para se submeter a ficar minutos ou horas tocando o seu instrumento exatamente na cadência determinada por aquele pequeno relógio. Os Mutantes foram a primeira banda de Rock psicodélico do Brasil. Entre as suas músicas está a patética “Chão de Estrelas”, à qual eles fazem uma sátira àqueles cantores da Velha Guarda estilo Nélson Gonçalves ou Sílvio Caldas. Nélson Gonçalves foi um cantor que passou por uma barra pois teve um tempo que era viciado em cocaína. Nos anos 90, tocou com Lobão Lobão também foi outro cantor viciado em cocaína. No tempo em que passou na prisão, ele distribuía barbitúricos entre os presos para tentar tirá-los do vício. Na década de 80, Lobão era tido como subversivo, um “líder da resistência contra a ordem estabelecida”. O próprio Lobão conta que na época se fez muito alarde em torno de seu nome, e que a sua pessoa não tinha tanto poder assim. Enfim, o que importa é saber que Lobão hoje em dia não emplaca mais sucessos do calibre de pérolas da MPB como Vida Bandida, Girassóis da Noite, Chorando no Campo, Me Chama, Por Tudo o que For, entre outras. Por falar em Chorando no Campo, é interessante observar que a harmonia de sua música é semelhante à harmonia de “Vida de Cachorro”, dos Mutantes, tocada com violão de corda de aço. A música Ska de Herbert Vianna sem dúvida é uma bela música; é mais uma das quais Vianna usa e abusa dos pedais de efeito tipo “chorus” de sua guitarra… O efeito “chorus” é um bonito efeito para guitarra. Seu princípio baseia-se na duplicação de uma nota com outra nota igual à primeira mas com a freqüência levemente alterada, dando uma textura “espacial” ao som. A harmonia de Ska é a seguinte: Am – Dm – B – E . Na hora do refrão, é que vem a “surpresa”: a harmonia muda para C#m7/4 – C7+/4 – Bm – E, mudando o tom da música de lá menor para lá maior, o que inclusive se chama na música de “empréstimo modal”. O empréstimo modal é quando tu pegas um tom da música que é maior e muda para o mesmo tom só que menor, ou vice-versa. Por exemplo, se o tom da música está em Si menor, ele passará a ser Si maior. No empréstimo modal, há alteração de 3 notas da escala: a terça, a sexta e a sétima, que sobem meio tom na passagem de menor para maior e descem meio tom na passagem de maior para menor. E lembre-se: dia 4 de julho é o Dia do Cooperativismo.