Simplicíssimo

Mosaicos Dispersos

No divagar dos andares

das tristezas do quase.

Nos ladrilhos da vida

a cada emoção sentida

Na viagem da bruma

em nobres águas límpidas

de um mar laranja escuro

naquele quadro noturno

Da dança da lua e o vento

Que se esquecem do tempo

de tantas dores e rancores

Idas e vindas do incerto

tanto quanto descabidas

de imaginário tão belo.

Frank Santos

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!