Simplicíssimo

Rotas Incertas

No meio de um encontro
Entre o conhecido e o mundo
De uma distância desconhecida
Vai observando quase tudo
De um espaço minúsculo,
Ouvindo vozes estremecidas
Em seu eu mais profundo,
Onde nenhuma razão determina
Um sentido sem que antes desista
De sonhos futuros e lutas passadas,
Tentando parar ao lado da estrada
Até que deslumbre de novo
Outros belos horizontes
Que façam seguir caminhada.

Frank Santos

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!