Simplicíssimo

DeGELO

Sob um imenso desenho
De incontáveis pedras de gelo
Com equilíbrio e bem devagar
Andando em algum sentido,
Vê-se ou se sente algum traço
Vestígio, ou peça do destino
Esse construído aqui, ali
Hoje e ontem, amanhã?
Talvez, se tiver sol.
Num resumo enorme
De pequenos atos
Erros e acertos
Alegria e desespero
Azar e sorte,
Com ou sem medo.
De um universo distante
Ou dali mesmo da esquina
Mudando o rumo da vida.

Frank Santos

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!