Simplicíssimo

Edição 294 (18/09/08) – Paramedalhas

Se há cerca de 1 mês critiquei, junto com o Ibbas Filho, a participação brasileira na olimpíada de 2008 (veja mais no texto Medalha, medalha, medalha), chegou agora a vez de registrar um elogiu ao feito do nosso país na Paraolimpíada de Pequim, transcorrida agora em setembro. Somamos 47 medalhas, sendo 16 de ouro, 14 de prata e 17 de bronze, terminando em 9º lugar na classificação geral por países. Veja abaixo a diferença na comparação com os jogos olímpicos desse mesmo ano:

  Olimpíada 2008 Paraolimpíada 2008
Posição 23º
Medalhas de ouro 3 16
Medalhas de prata 4 14
Medalhas de bronze 8 17
Total de medalhas 15 47

Outros países também melhoraram seus resultados e a China, ah a China, novamente ocupou o topo (veja o quadro de medalhas no site do Terra). Seria o mérito brasileiro melhor atribuído aos atletas e seus esforços pessoais de superação com escasso apoio e patrocínio ou deveríamos considerar que exista uma relação mais significativa com o fato do posto máximo da nação ser ocupado por um – porque que não assim chamado – parapresidente? (em referência aos seus 9 dedos).

Pense … pense…


Well, well… nessa edição temos a estréia do simpliautor Dalson Carvalho e a contribuição do simplicolunista Edweine Loureiro (seguindo os passos do também simplicolunista Cláudio Carlos) nos brindando com a entrevista do Sr. Tamio Matsuo que foi, durante muitos anos, um dos principais cameramen de Akira Kurosawa.

Em tempo: mais um simpliautor premiado. Dessa vez a façanha foi de Wilson Gorj que ficou em 1º lugar no Décimo Nono Concurso De Contos “Aconteceu Em Aparecida”. Tri legal tchê!

Eduardo Hostyn Sabbi

Últimos posts

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular

Most discussed