Votação eletrônica plena

Aqui, escritores pleiteiam verbas públicas para patrocinar seus escritos. Querem criar “uma caravana de escritores” para levar cultura aos menos favorecidos. A idéia é boa, entretanto não podemos chamá-la de prioridade frente ao que temos hoje no país.

Há semanas está sendo preparado um Manifesto por várias mãos decididas a dar um basta na situação política vigente no país.

Aqui, escritores pleiteiam verbas públicas para patrocinar seus escritos. Querem criar “uma caravana de escritores” para levar cultura aos menos favorecidos. A idéia é boa, entretanto não podemos chamá-la de prioridade frente ao que temos hoje no país.

Há semanas está sendo preparado um Manifesto por várias mãos decididas a dar um basta na situação política vigente no país.

Na última edição de Veja, da Editora Abril (da qual a esta altura deveria ser acionista majoritário se levar em conta todos os quadrinhos que li e as revistas que assino agora), o palestrante e administrador pós-graduado em Harvard Stephen Kanitz aborda, pela primeira vez uma idéia que já matura no grupo que prepara o Manifesto e deve ser profundamente discutida pela sociedade brasileira: a redução drástica dos gastos com campanhas publicitárias. De forma lúcida, Kanitz explora o tema e dá sugestões práticas para a efetiva redução dos investimentos milionários em publicidade que se repetem campanha após campanha. ISSO é prioridade. Isso É prioridade. Isso é PRIORIDADE!

Antes que um incauto leitor nos chame de idealista, solicito fervorosamente que este leitor leia, com afinco e atenção, o texto “O Abandono dos Ideais”, de Olavo de Carvalho. Se não é em tudo que concordo com o filósofo (muitas vezes discordo frontalmente), na maioria das vezes é impossível deixar de se surpreender com a profundidade dos argumentos que sua lógica alcança. É um texto para ser lido com calma, capaz de mudar paradigmas.

Depois disso feito, pegue um pãozinho, passe uma margarina e tome com um gostoso café preto.

Leia os demais textos do Simplicíssimo, comente os que chamarem sua atenção e não esqueça: volte na próxima semana para um pouco mais do mesmo-diferente.