Simplicíssimo

Amor por Ilusão

Amor por Ilusão.

Na verdade, quem pode dizer que o amor é confiança?

Hoje acordei de madrugada e não conseguia entender como minha vida havia virado do avesso.

Não tinha certeza se estava traído ou se havia perdido o foco da vida.

Não consegui entender porque mudar uma vida toda se toda a vida se vira contra você.

Resolvi então pegar uma folha e caneta e escrever o que se passava em mim.

Perguntei varias vezes, porque fui traído pela confiança, me questionei porque fui passado para trás por causa de uma família, não entendi porque em alguns segundos estava sendo trocado por outro.

Eu rascunhei varias vezes o mesmo texto e não achava palavras para explicar tudo isso.

Eu quase entendi, ou melhor, quase não queria entender.

Avaliei que por anos eu dei meu tempo, minha proteção, meus carinhos, excesso de cuidados.

Errei em pensar que poderia ser um homem de verdade.

Errei quando acreditei que mostrar a verdade me faria mais forte, fui trapaceado porque a verdade era contra mim mesmo.

Rascunhei a palavra homem e não fazia sentido porque fui afrontado por todos os lados.

Reli as palavras e encontrei outro nome que não era o meu.

Tentei insistir em mostrar o erro, mas não adiantou.

Pensei no que poderia ser seguro, mas não resolveu, a ilusão tomou conta e eu simplesmente fui colocado de lado.

Eu passei a noite pensando, se o amor vale à pena quando se é ignorado?

Um pedaço de papel, fotografia, um gesto em manter alguém por perto mesmo sabendo que tudo isso era errado, uma mentira sustentada.

A confiança quebrada.

Entendi entre as linhas que eu rascunhava, que mais valia você ficar iludida do que acordada.

Perdi-me nas palavras que escrevi porque algumas delas foram machucadas, palavrões, desrespeito, nada adiantava, somente você sustentou a mentira.

Resolvi então rasgar tudo.

Somente o tempo diz, que confiança é vidro, que ganância é pedra, que desprezo é arrependimento, que ilusão é tombo, que mentira é espelho.

Trocou-se tudo para simplesmente mostrar que poderia ser mais forte.

Lembrei do rosto meigo, das palavras, a vida que seria me dada.

Do abraço.

Resolvi deitar, fechei os olhos e sonhei, um novo caminho acontecerá.

Mudei meus pensamentos, olhei para uma nova estrada e por mais que tudo possa doer, por mais que a ingratidão bata no peito, ninguém entenderá ou sentirá a dor.

Não adianta pensar por que a confiança virou desafio.

Pra que tanto?

Quem se preocupa com a confiança?

 

Edson Rufo

Últimos posts

Siga-nos!

Não tenha vergonha, entre em contato! Nós amamos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos!