Analítica De Uma Existência

Sim e imagina só. Toda a vida tem que ter um sentido então? Seeeeeeeem!

Nem sei de onde venho e os outros idiotas ainda pensam que filosofia resolve o problema de qualquer vivente.

Humanos, somos todos, ou pelo menos queremos aparentar seres com uma certa distinção dos animais. Queremos órbitas próprias e conquistar mundos que já existem há tempo

Sim e imagina só. Toda a vida tem que ter um sentido então? Seeeeeeeem!

Nem sei de onde venho e os outros idiotas ainda pensam que filosofia resolve o problema de qualquer vivente.

Humanos, somos todos, ou pelo menos queremos aparentar seres com uma certa distinção dos animais. Queremos órbitas próprias e conquistar mundos que já existem há tempo dentro da gente, e queremos mais e mais. Se fosse apensa uma questão de mundos e de coisas neles. Mas há mais em jogo.

A vida tem algum sentido pra ti? Existem coisas que tenham que ser feitas por ti neste mundo então?

Isso é uma pergunta que eu não vou poder responder pra ti. Mas, acredito que tu órbita sim, esteja de cabeça pra baixo.

Acreditamos sempre nas vãs filosofias de vida de mártires, poetas, revolucionários, cientistas…psicólogos, pais, avós, tios e o raio que o parta.

A humanidade hoje se baseia na certeza de que agimos certo por linhas tortas.

A humanidade acredita estar certa diante de todo o resto.

Os restos, estes, são escombros, loucos, errados e sempre errôneos.

Sempre errôneos. Coisas ou pessoas que não foram feitas pra viverem em um mundo que tenha sentido, com vidas que tenham sentido, com órbitas e mundos sempre iguais.

Somos sem semelhança. Temo órbitas viradas de cabeça pra baixo e medo constante de olharmos no espelho. Estamos em pé e sempre por um propósito relevante. Algo que nos satisfaça. Coisas que têm obrigação de nos fazer felizes.

Somos sim, pobres e coitados instrumentos de Deus que vieram ao mundo pra ensinar outros viventes e pra sermos ensinados, encaminhados.

Os que se intitulam restos sempre souberam e sabem bem mais que agente , com  mundos salientes, iguais e exagerados, que as coisas não vão ser assim pra sempre.

Que as órbitas iguais , um dia vão girar 360 graus e bem mais rápido que o normal.

Um dia agente vai mais longe que isso.

Por enquanto, aquilo que chamamos de vida, ainda é uma experiência cósmica, uma versão beta de um mundo propicio, convencional, acomodado e ainda criança.

E somos, as crianças celestiais que brincam de casinha e de descansar em paz. Espíritos jovens de mente e coração.

Sabemos de tudo, porém, ainda não sabemos de porra nenhuma.

E tu ainda vem e me diz que toda a tua vida tu trabalhaste e guardaste dinheiro no banco por um sentido?

Tua vida teve um grande sentido então?

Olha pra trás querido.

Da próxima vê se te arrepende de Não ter se arriscado.

Eu vou tentar também.

Mortos somos…aqueles que continuam em pé.

 

Sempre!